Vacinação é ampliada para idosos a partir dos 68 anos

50952993183_cd2f915bae_k

Com a chegada de nova remessa de doses da Coronavac à cidade, no final da semana passada, a Prefeitura amplia a partir desta quarta-feira (31), a vacinação dos idosos. Por meio do sistema drive-thru, pessoas com 69 anos ou mais serão imunizadas na quarta, no Centro de Eventos. Na quinta (1/4), será a vez daqueles a partir dos 68 anos, receberem a primeira dose da vacina que protege do coronavírus. Durante o drive, que ocorre das 9h às 17h, serão disponibilizadas 2 mil doses em cada dia, destinadas a esse público.

Confira a programação:*quarta-feira (31/3) – vacinação de idosos a partir dos 69 anos. Local: Centro de Eventos, com entrada pela rua Pinheiro Machado, das 9h às 17h – Disponibilizadas 2 mil doses no dia; e
*quinta-feira (01/04) – vacinação de idosos a partir dos 68 anos. Local: Centro de Eventos, com entrada pela rua Pinheiro Machado, das 9h às 17h – Disponibilizadas 2 mil doses no dia.
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) lembra que para ser imunizado, tanto nos drives quanto nas escolas, o idoso precisa apresentar no ato um documento de identidade, cartão SUS ou CPF e comprovante de residência.
Imunização segue nas escolasAquelas pessoas que não conseguirem comparecer aos drives do Centro de Eventos, podem receber a vacina em uma das sete escolas selecionadas pela Prefeitura para serem pontos de vacinação nos bairros. O dia 5 de abril (segunda-feira) será destinado àqueles com 69 anos ou mais. No dia 6, o público será pessoas a partir dos 68 anos. A vacinação ocorre por ordem de chegada, conforme o número de doses oferecidas em cada local, através da distribuição de fichas.
Veja o cronograma:
*segunda-feira (05/04) – vacinação de idosos a partir dos 69 anos, nas sete escolas selecionadas, das 10h às 15h; e
*terça-feira (06/04) – vacinação de idosos a partir dos 68 anos, nas sete escolas selecionadas, das 10h às 15h.
Relembre os endereços das escolas:
– EMEF Balbino Mascarenhas – rua Cândido Augusto de Mello, 415 (Simões Lopes) – 100 doses por dia
– Colégio Pelotense – rua Marcílio Dias, 1.597 (Centro) – 200 doses por dia
– EMEF Ministro Fernando Osório – avenida Fernando Osório, 1.522 (Três Vendas) – 200 doses por dia
– EMEF Ferreira Viana – rua João Tomaz Munhoz, s/n° (São Gonçalo) – 100 doses por dia
– EMEF Afonso Vizeu – rua Francisco Moreira, 285 (Areal) – 200 doses por dia
– EMEF Francisco Caruccio – rua Leopoldo Brod, 3.220 (Três Vendas) – 100 doses por dia
– EMEF Francisco Barreto – rua Triunfo, 2257 (Laranjal) – 100 doses por dia
Formulário de vacinação agiliza processoNa última semana, a Prefeitura passou a disponibilizar à população o formulário de vacinação, que pode ser levado previamente preenchido com os dados pessoais do beneficiado. A iniciativa tem o objetivo de agilizar o atendimento do público que comparece aos locais de vacinação (drives e escolas). No entanto, a Prefeitura esclarece que não se trata de uma obrigação imposta ao cidadão, é apenas uma alternativa para facilitar a prestação do serviço público.
Aqueles que optarem por levar o documento, precisam responder às questões que se encontram nas caixas com a indicação “preenchimento em letra de forma pelo paciente”. O restante, referente a detalhes clínicos, é completado, manualmente, pelos profissionais no dia da imunização.
O formulário está disponível no hotsite sobre o coronavírus, acessando o site www.pelotas.com.br/coronavirus.
O que é importante saber antes de se vacinarA SMS alerta para os casos que devem apresentar atestado médico na hora de receber o imunizante. São eles:
– portadores de doenças reumáticas imunomediadas;
– pacientes oncológicos, transplantados ou demais casos de imunossuprimidos; e,
– pessoas que apresentaram reação anafilática confirmada a uma dose anterior de vacina Covid-19 ou a qualquer componente dos imunizantes.
Além disso, quem faz uso de imunoglobina humana deve se vacinar com, pelo menos, um mês de intervalo entre a administração da imunoglobina e o imunizante, a fim de evitar que ocorra interferência na resposta imunológica.
Não devem ser vacinadas as pessoas que apresentarem sintomas gripais ou demais doenças febris nas últimas quatro semanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *